Conheça os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa

O sucesso e a sobrevivência, a longo prazo, de qualquer organização empresarial depende da sua capacidade para gerar lucros. Gerar lucros não é qualquer coisa que ocorra acidentalmente. Requer planeamento cuidado e uma capacidade efetiva de gestão.

Para alcançar objetivos que se traduzam em resultados positivos, o empresário deve estar consciente da posição financeira da empresa e das alterações que decorrem ao longo do tempo. A gestão dos ativos financeiros de uma empresa é uma das tarefas que pode representar um dos maiores desafios. Os registos financeiros exigem um conhecimento dos princípios fundamentais da contabilidade, o que geralmente não acontece com a grande maioria dos empresários.

Efetivamente, para gerir uma empresa e apresentar bons resultados é importante que se dominem as ferramentas básicas da gestão, usar dados fiáveis na elaboração dos mapas financeiros e conhecer as técnicas de análise destes mapas (rácios, mapas comparativos, etc.). Estas ferramentas são necessárias para que a empresa conheça periodicamente a sua situação financeira. Com esta informação é possível diagnosticar problemas financeiros e evitar que se transformem em sérias ameaças para a empresa.

Desta feita, vamos analisar os rácios tidos comumente como os mais importantes na análise da situação da empresa, fornecendo informações muito úteis relativamente aos aspetos fundamentais do desempenho da empresa.

Obviamente que o rigor e a qualidade dos dados utilizados para obter esses indicadores fazem toda a diferença. De facto, sem o devido tratamento contabilístico rigoroso de todas as operações desenvolvidas pela empresa durante um determinado período, dificilmente se poderão obter rácios fiáveis.

Outra questão importante prende-se com a periodicidade de análise. Parece consensual que o período de análise deve ser mais curto, quanto maior a dimensão da empresa. Por exemplo, numa microempresa porventura uma análise trimestral poderá ser suficiente, enquanto que numa empresa de média dimensão a análise dos indicadores deverá ser implementada numa base mensal.

Por fim, a análise dos indicadores a seguir enunciados (e eventualmente de outros) deve ser feita numa lógica integrada, isto é, analisados em conjunto. Só conjugando a análise de todos eles poderemos ter uma visão suficientemente coerente da empresa, pois cada um deles por si só dão-nos apenas uma parte da realidade. Em casos de análises parciais, em que se considere apenas um ou dois rácios, o gestor poderá ser induzido em erro quanto à verdadeira situação da sua empresa.

Faça já o download deste ebook e conheça todos os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.