AIMI 2019: Alterações e tributação conjunta

AIMI 2019: Alterações e tributação conjunta

O valor patrimonial dos seus prédios habitacionais ou terrenos para construção, situados em território português, está sujeito ao Imposto Adicional sobre Imóveis(AIMI). No entanto, com a opção pela tributação conjunta, poderá diminuir o valor do seu imposto, ou até evitar a respetiva tributação.

Ficam excluídos de tributação os prédios comerciais, industriais, para serviços e terrenos que não se destinem à construção.

Posto isto, é agora, após 1 de abril até 31 de maio, que poderá apresentar a sua opção, ou não, pela tributação como casados ou em união de facto. Após isto:

  • Receberá a sua nota de liquidação no mês de junho; e
  • O pagamento deverá ser efetuado no mês de setembro.

Relativamente ao cálculo do imposto, este ano poderá verificar algumas alterações. Assim, antes que seja surpreendido, recorde o caso do André e da Silvana e confira as mais recentes alterações!

Caso de estudo: Cálculo do AIMI do André e da Silvana

O André e a Silvana, casados de acordo com o regime de comunhão de adquiridos, detêm agora os seguintes imóveis:

O conteúdo que estás a aceder é restrito a utilizadores registados no nosso site. O Registo é gratuito, e pode fazê-lo através do seu email NESTE LINK ou, se preferir, pode entrar através da sua conta Google ou Facebook aqui:

Se já possui uma conta, por favor faça aqui o seu Login.

Nota: Ao subscrever uma conta no nosso site, está a dar o seu consentimento para a recolha e processamento dos seus dados. Saiba mais aqui

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.