É certo que a atual pandemia do Covid-19 modificou o estilo de vida de todos nós e, inevitavelmente, forçou diversos negócios a reinventarem-se, através de novos métodos de trabalho.E, assim, surgiu uma nova realidade para muitas empresas: o teletrabalho.

Portugal entrou num novo confinamento. Consequentemente, milhares de portugueses tiveram de adaptar-se novamente ao facto de terem de desempenhar as suas tarefas profissionais a partir de suas casas.

O teletrabalho tem apresentado uma série de argumentos a favor. No entanto, importa não esquecer que também revela algumas fragilidades. Posto isto, iremos desta feita analisar as vantagens e limitações deste método de trabalho, de forma a compreender se, de facto, esta alternativa se tornará comum no quotidiano organizacional.

Vantagens do Teletrabalho

A vantagem que consideramos como primordial é a possibilidade de ganhar tempo, que pode ser investido nas suas tarefas diárias. Uma vez que o colaborador não necessita de se deslocar até ao local de trabalho, consegue gerir as reuniões realizando apenas as estritamente necessárias nas aplicações para videoconferência, potenciando deste modo a sua atenção, com maior eficácia, para aquilo que é verdadeiramente essencial no desenvolvimento do seu trabalho. Vários especialistas defendem que o teletrabalho permite incrementar a produtividade dos trabalhadores, desde que estes conseguiam alcançar o adequado equilíbrio na dicotomia trabalho-família.

Limitações do Teletrabalho

Os aspetos negativos são uma realidade e, certamente, nem todos os trabalhadores possuem a capacidade de adaptação essencial para prosseguir com este regime de trabalho. Muitos trabalhadores sentem-se isolados e com bastante dificuldade em segregar a sua vida profissional da vida pessoal, uma vez que o seu novo local de trabalho corresponde ao local considerado de descanso. A falta de distanciamento físico entre o trabalho e o lazer poderá ser um fator decisivo para a redução de produtividade e dificuldade de adaptação para alguns colaboradores. A criação de novas rotinas, novos métodos de trabalho, requerem alteração de comportamentos, e simultaneamente um elevado esforço e uma mente aberta. Como é natural, estas mudanças são mais fáceis para uns do que para outros.

Caso sinta algumas dificuldades em adaptar-se a esta nova realidade, fique atento às próximas dicas que preparámos para o ajudar, a si e à sua equipa, a manter a produtividade e, claro, o seu bem-estar.

Crie o seu local de trabalho

Todos nós estamos conscientes de que em casa, no nosso espaço, a tentação de distração é significativamente maior. Como tal, para aumentar a produtividade, consideramos fulcral que crie o seu próprio escritório. De preferência, e se possível, escolha um espaço exclusivamente para trabalhar onde se sinta bem e sossegado.

Mantenha a rotina

O distanciamento físico entre casa-trabalho desapareceu e, certamente, a ideia de passar o dia com roupa confortável é bastante aliciante. Não ceda a essa tentação e prepare-se como se fosse para o escritório. Além disso, faz todo o sentido que mantenha inalteráveis as rotinas, nomeadamente, a hora de acordar e deitar, horários de refeições ou hobbies.

Defina objetivos diários

Estabelecer objetivos diários é fundamental para o auxiliar a focar-se no trabalho. No entanto, procure criar objetivos realistas de modo a não provocar frustração e, consequentemente, menor produtividade.

Aproveite as ferramentas de comunicação

De modo a atingir a eficiência é essencial que a comunicação, em tempo real, esteja presente no quotidiano de qualquer trabalhador. A falta de ferramentas adequadas poderá comprometer a produtividade da empresa. Por isso aproveite a vasta oferta de aplicações de comunicação a que tem acesso à distância de um clique.

Mantenha ligação com os colegas de trabalho

Não permita que o afastamento físico que nos é exigido, o distancie dos colegas de trabalho. É fundamental preservar a relação com os colegas não apenas para estimular as sinergias, discutir temas em comum, solucionar questões em conjunto, como também para reduzir o sentimento de isolamento.

Defina um horário de trabalho

Se, em consequência deste novo enquadramento, lhe for apresentada a oportunidade de flexibilização de horário, defina o mesmo em função do período que lhe permita maior produtividade. Todavia, deve manter uma rotina constante e não deixar prolongar o horário de trabalho. Não se esqueça que esse equilíbrio é crucial para a saúde mental.

Faça pausas

Não há qualquer dúvida de que é muito importante fazer intervalos ao longo do dia de trabalho. Se este era um hábito no local de trabalho deverá mantê-lo em casa. Lembre-se de fazer curtas paragens para descansar e, consequentemente, recuperar o foco. Aproveite para beber um café, lanchar ou até apanhar um pouco de ar à varanda.

O Teletrabalho - Conhece as regras que deve cumprir?

Conforme já referido, o teletrabalho é obrigatório para todas as empresas que apresentem as condições requeridas para exercer este regime. Para complementar estas mudanças, existe um conjunto de questões laborais que deverá ter em atenção. Vejamos então:

  • Deixa de ser necessário existir um acordo escrito entre trabalhadores e empregadores para este efeito. Ou seja, na prática, é obrigatória a adoção do regime de teletrabalho sempre que tal seja possível.
  • As empresas com mais de 250 trabalhadores são obrigadas a comunicar à ACT uma lista de todos os trabalhadores que não apresentam funções compatíveis com teletrabalho.
  • A empresa tem o dever de disponibilizar os equipamentos de trabalho essenciais para os seus funcionários executarem as tarefas nestes moldes.
  • Embora o colaborador esteja em teletrabalho, este tem direito a receber subsídio de refeição, tal como se tivesse na empresa.
  • Por fim, importa referir que os trabalhadores abrangidos por este regime têm os mesmos direitos e deveres que os demais, pelo que não poderá haverá lugar a situações discriminatórias em termos de condições de trabalho.

Frisamos ainda que o incumprimento da adoção do teletrabalho constitui uma contraordenação muito grave, estando sujeito a pagamento de coimas entre 2.050€ e 61.200€.

O panorama atual é, seguramente, o contexto ideal para desenvolver o receio e a ansiedade. Não perca a esperança e cuide do seu bem-estar. Faça exercício físico, privilegie uma alimentação saudável, adote um novo hobbie e passe tempo com a família. O importante é que se mantenha saudável, feliz e focado nos objetivos.


voupoupar.pt - Livros essenciais para grandes investidores!

Notícias em destaque:

O consumidor optar por obter a sua fatura em formato digital, ao invés da tradicional fatura em papel, será a entidade emissora a...

Continuar a ler
Fim das faturas em papel... mas ainda opcional!

E-Fatura 2.0, como é denominado, trata-se de uma aplicação que visa incentivar a informatização, automatização e...

Continuar a ler
E-Fatura 2.0 - Otimize os seus processos!

Começou este mês, e estende-se até ao final de junho, o prazo para entrega da sua declaração de IRS! Posteriormente...

Continuar a ler
IRS 2018: O prazo para entrega começou este mês

Conheça aqui os passos a cumprir para um plano de gestão de tesouraria eficaz e adaptado aos dias difíceis que vivemos...

Continuar a ler
Como planear a sua tesouraria em cenário de pandemia
Visite o nosso arquivo de notícias