As faturas em papel vão deixar de existir!

Provavelmente esta afirmação é-lhe familiar e, por alguma razão captou a sua atenção. Existe nova legislação sobre o tema, e por isso mesmo partilhamos consigo o que realmente se pretende com o diploma legal da ‘’fatura sem papel’’.

Importa realçar que, para já, a fatura digital é opcional. O cliente pode continuar a exigir a sua fatura em papel.

Nesta fase inicial, tendo em conta o que já está aprovado, pretende-se que as faturas sejam comunicadas às Finanças em tempo real, ficando disponíveis no e-fatura. Isto é, à semelhança do que se tem verificado, o comerciante terá de enviar as suas faturas às Finanças, através do seu programa informático certificado, mas logo no momento em que as emite.

O detalhe da fatura não fará parte dos dados comunicados, por via das regras de proteção de dados, e da proteção da privacidade do cliente.

Assim, se o cliente optar por obter a sua fatura em formato digital, ao invés da tradicional fatura em papel, será a entidade emissora a definir o meio pelo qual a mesma chegará até ele.

A esposa do Sr. Joaquim está a celebrar os seus 50 anos e o seu marido decidiu preparar-lhe uma festa surpresa.

  • Dirigiu-se à pastelaria BomGosto e comprou um bolo. Pediu a sua fatura, com contribuinte, em papel e a colaboradora da pastelaria entregou-lha em mão.
  • Logo depois, passou na Ourivesaria Segredo e comprou um lindo colar à sua esposa. Para não levar o comprovativo e evitar estragar o fator surpresa, pediu a fatura digital que lhe foi enviada por e-mail.
  • Por fim, decidiu dirigir-se a uma perfumaria onde, pelas mesmas razões, solicitou a fatura digital. Este documento foi-lhe disponibilizado numa aplicação informática.

Assim que chegou a casa, o Sr. Joaquim consultou o e-fatura para calcular o valor total despendido. As suas faturas já lá constavam, disponíveis para consulta!

Se ainda tem dúvidas sobre este tema não hesite em contactar-nos!



Notícias em destaque:

Se já teve a oportunidade de emitir ou pagar um recibo de renda, muito provavelmente, estará familiarizado com o termo...

Continuar a ler
Retenção na Fonte - O que é, e quando é obrigatório?

Se pretende investir no capital social de uma ‘’Startup’’, saiba que o Programa Semente lhe permite usufruir de um benefício fiscal em IRS, até 25% do valor do investimento, com...

Continuar a ler
Vai investir numa startup! – Sabia que pode ter um benefício fiscal?

O Regime Fiscal de Apoio ao Investimento é um benefício fiscal que permite às empresas deduzir à coleta apurada uma percentagem dos investimentos realizados, nos exercícios de 2013 a 2017, em ativos tangíveis e intangíveis.

Continuar a ler
Regime Fiscal de Apoio ao Investimento (RFAI)

A Laura, gerente da empresa “Regalias Atrativas, Lda.”, pretende promover a sua equipa! Para o fazer...

Continuar a ler
Passes sociais: Uma regalia livre de impostos
Visite o nosso arquivo de notícias